My Photo
Name:
Location: Maia, "Dal Duero ata Lima", Portugal

Mulher para quem escrever Poesia é tão importante como respirar.

Tuesday, November 06, 2007

S/TÍTULO (NO CAIS DO TEMPO)


Visto-me de luz
na esperança de ti
sempre que a noite
acende todas as estrelas...
e amarro no cabelo
uma fita de luar
e uma gardénia
sempre que o rouxinol
me diz que chegas...
cansada de esperas
ato desenganos
em molhos, com feno pelo meio
e queimo-os
aos poucos
porque o aroma
me lembra de ti!...


MARIA MAMEDE

4 Comments:

Blogger Maria said...

Minha querida Maria Mamede, como tu escreves estes sentires... que se me colam à pele...
... como sei do que falas...

Abraço-te.

2:48 PM  
Blogger TINTA PERMANENTE said...

Uma bela sonata de estio nos braços do Outono!...

abraço.

6:10 AM  
Blogger De Amor e de Terra said...

É Maria tu e eu, como tants outras desde tempos ancestrais, sempre sofremos o estigma das esperas!

Beijo Amiga

Maria Mamede

6:43 AM  
Blogger De Amor e de Terra said...

E que bom que gosta, meu querido Amigo T.P..

Um beijo de Amizade da

Maria Mamede

6:44 AM  

Post a Comment

<< Home